Acesse nosso portal
   

O fisioterapeuta é o profissional que auxilia a reabilitação de pacientes que tiveram a capacidade motora afetada por consequência de acidentes, disfunções genéticas ou até mesmo por conta da falta de cuidado com a postura.

Quando lembram-se desta profissão, a maioria das pessoas tende a vincular à área da ortopedia e trauma. Entretanto, as possibilidades de trabalho desse bacharel vão muito além.

Esse post foi feito especialmente para todos os que escolheram a Fisioterapia como profissão. Então, descubra agora tudo o que você pode fazer e escolha o seu caminho!

Reabilitar pessoas com mobilidade reduzida

Através de exercícios prescritos de acordo com as especificidades de cada caso, o fisioterapeuta deve instituir um programa com o objetivo de re-estabelecer, ainda que parcialmente, os movimentos dos pacientes com mobilidade reduzida, como, por exemplo, as pessoas com deficiência.

A isso, acrescenta-se o agravante de que esse processo é especialmente traumático para vítimas de acidentes que, além das sequelas físicas, normalmente ficam muito abaladas e passam a fazer todos os esforços para ter de volta a sua autonomia e independência.

Nesses casos, é imprescindível que o fisioterapeuta tenha a habilidade de motivar o acidentado, mas, por outro lado, ele deve ser totalmente honesto no seu prognóstico, sem criar falsas esperanças. Para isso, é preciso que a confiança seja a base entre pacientes e profissionais.

Fisioterapia desportiva

Atletas de várias modalidades – sejam elas individuais ou coletivas – necessitam do acompanhamento de um fisioterapeuta contínuo. Nesses casos, a atuação do profissional atende a basicamente dois objetivos:

  • O primeiro abrange a prescrição de exercícios para que o esportista conquiste o condicionamento físico necessário, amenizando o desgaste dos músculos e trabalhando para que eles se recuperem de maneira mais rápida após uma maratona de atividades.
  • O segundo é atuar no tratamento de lesões e outros traumas resultantes da prática esportiva intensa. Não raramente, o atleta dispõe de um tempo muito curto para se recuperar a tempo de participar da partida decisiva do campeonato ou da final da competição.

Nesses casos, todas as fichas são apostadas no trabalho do fisioterapeuta, que toma para si a difícil missão de correr contra o tempo.

Atendimento a mulheres e idosos

Outros dois grupos específicos que podem se favorecer da intervenção de um fisioterapeuta são as mulheres e os idosos. No caso delas, esse profissional colabora para a correção da postura antálgica, que são aquelas posições em que a paciente se coloca numa tentativa de melhorar das dores causadas pelas cólicas abdominais.

Cita-se também a fisioterapia para endometriose, que obriga uma especialização do profissional. Os exercícios e técnicas são fundamentais para amenizar os desconfortos provocados por essa doença crônica, que atinge mulheres em idade fértil.

Com o aumento da expectativa de vida, por sua vez, os olhos dos profissionais da saúde se voltam para o bem-estar dos idosos. Desta forma, os fisioterapeutas trabalham com o propósito de amenizar as consequências da passagem do tempo.

Leia também: Ainda é vantagem recorrer ao FIES?

Topics: Graduação, Fisioterapia

Vitor Luz

Written by Vitor Luz